Blockchain: segurança de dados em alto nível

A blockchain proporciona segurança de dados para armazenamento devido a criptografia e aos mineradores que verificam cada bloco.

Blockchain: segurança de dados em alto nível

A blockchain é uma cadeia de blocos que registra as transações de moedas virtuais ou criptomoedas, como o Bitcoin. Seu papel é tornar esse registro definitivo e confiável. Os dados armazenados são referentes à quantidade de moedas que foram transferidas, sua origem e destino, em quais datas foram feitas movimentações e o local onde está registrada na blockchain.

O armazenamento é feito em blocos que são carimbados com registros de data e tempo. A cada janela de tempo, que corresponde a cerca de 10 minutos, um novo bloco de transações é formado e ele se conecta ao anterior.

Os blocos formam uma cadeia, pois dependem uns dos outros, o que torna a blockchain uma tecnologia perfeita para armazenar dados com segurança em outro nível.

O banco de dados é composto por mineradores que averíguam e registram todas as transações nos conjuntos de blocos. Para isso, um computador empresta seu poder para a rede e recebe uma moeda digital como recompensa.

Com o consenso da rede blockchain, os mineradores só têm permissão de acrescentar uma transação em cada bloco se a maior parte da rede a considerar como legítima. O Bitcoin tem o seu consenso medido por meio do poder computacional.

Blockchain garante segurança digital

A blockchain impacta tanto em áreas específicas das empresas quanto na vida dos clientes. De sua origem no contexto das criptomoedas, o encadeamento de informações criado para proteger o armazenamento desempenha um importante papel na segurança digital.

Mesmo que a blockchain esteja atualmente se separando do bitcoin, não podemos ignorar que se originou com a criptomoeda. O nascimento do conceito aconteceu em 2008, com a publicação do artigo acadêmico “Bitcoin: um sistema financeiro eletrônico peer-to-peer”, de Satoshi Nakamoto (um pseudônimo de uma pessoa ou grupo responsável por criar o bitcoin).

O bitcoin nasceu em um momento de bolha imobiliária e de crise econômica mundial com a função de evitar o gasto duplicado de valores e aumentar a credibilidade das transações financeiras no ambiente digital. Assim, com a blockchain foi possível eliminar o risco de gastar um bitcoin duas vezes.

A blockchain descentraliza os dados e os armazena de forma mais segura. Assim, possibilita o rastreamento de informações e a cibersegurança é um dos principais resultados.

Além do mais, os blocos são guardados em diversos computadores espalhados ao redor do mundo. Mesmo que estivessem geograficamente distantes, eles estão interligados e quando uma mudança é feita nos blocos, somente é aceita se os sistemas que integram a rede permitirem.

Sendo assim, a partir do momento em que um computador for hackeado, os demais equipamentos tentarão evitar o ataque. Consequentemente, a invasão é eliminada pela tecnologia de blockchain.

Empresas que usam a blockchain

A blockchain é cada vez mais conhecido e ganhou popularidade depois do aparecimento das criptomoedas. Por se tratar de uma estrutura pública e descentralizada, a blockchain faz transações de forma criptografada, segura e ágil.

Quando os registros são efetuados nos blocos interligados não é possível remover ou adicionar informações de forma individual. Para isso, seria necessário quebrar as criptografias, modificar blocos e demonstrar as máquinas da rede de blockchain que isso está correto.

Existem alguns mitos sobre a blockchain, como o seu anonimato, pois já existem softwares que rastreiam informações sobre um bitcoin, como sua origem e seu uso.

Por isso, cada vez mais empresas de segmentos além do mercado financeiro apostam no blackchain.

Acesso a dados médicos

A My Health Data é uma DAO (Decentralized and Autonomous Organization) relacionada a Smart Contracts (Contratos Inteligentes). A empresa concede aos pacientes o acesso a um sistema que permite o gerenciamento online de suas informações de saúde, como exames e histórico de consultas. Todos os dados e processos são registrados na blockchain. Dessa forma, o cliente consegue informar ao médico apenas o que é necessário.

Informações sobre café

O rastreamento de produtos é muito importante para atestar a veracidade das informações. A Great Lakes Coffee e a Coda Coffee, fabricantes de cafés, utilizam a blockchain para rastrear os grãos de forma segura e garantir sua qualidade. Por meio de um QR Code, os clientes conseguem acessar qualquer detalhe sobre o caminho que o café trilhou desde sua origem até sua comercialização.

Tecnologia para área de saúde

A Doc.ai combina tecnologia com saúde e oferece aplicativos para dispositivos móveis e que são criptografados e estruturados em blockchain. A partir disso, o usuário pode ser remunerado por informações que compartilha com empresas e pesquisadores.

Venda de propriedade digital

A Ascribe é uma plataforma que ajuda artistas a reivindicarem suas propriedades intelectuais. Com o uso da blockchain conseguem emitir impressões numeradas em todo tipo de obra de arte em seu formato digital. Dessa forma, favorece a compra e venda de arte digitalmente e fomenta o mercado artístico.

O serviço ajuda, ainda, a proteger e gerenciar o trabalho criativo, assim como compartilhar a arte. Com isso, apreciadores das artes podem colecionar digitalmente as obras sem que os artistas sofram algum prejuízo referente aos direitos autorais.

Pesquisa em tempo real para consumidores

A Provenance é uma plataforma que registra, na blockchain, todos os detalhes sobre a cadeia de suprimentos mundialmente. Estas informações são disponibilizadas em tempo real para os consumidores ingleses. Basta que eles utilizem um aplicativo para acessar os dados contidos em um QR Code e saber a procedência dos itens que compra no supermercado, por exemplo.

Conclusão

Graças à tecnologia, a blockchain tem inúmeros benefícios e aplicações. O recurso elimina intermediários e as transações ocorrem em tempo real. Além de proporcionar segurança, a blockchain reduz os riscos de fraudes, pois os dados são auditáveis e verificáveis.

Como já vimos, não é apenas para criptomoedas que a blockchain se relaciona, pois evita que hajam gastos duplos e fraudes já que o dinheiro não pode ser copiado.

Agora que você sabe como a blockchain leva o armazenamento e a segurança de dados a outro nível, baixe o ebook 4 Quadrantes da Transformação Digital.

Escrever uma resposta ou comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Junte-se a nossa comunidade e saiba como promover a Transformação Digital em sua empresa.

Inscreva-se na nossa newsletter e tenha acesso a conteúdos exclusivos que vão revolucionar a sua empresa!

Seta