Credit Scoring: entenda como funciona

Para a obtenção de um empréstimo, financiamento ou consórcio, o Credit Scoring é sempre presente e pode ajudar ou impedir a concessão de crédito.

Credit Scoring: entenda como funciona

Para a obtenção de um empréstimo, financiamento ou consórcio, o Credit Scoring é sempre presente e pode ajudar ou impedir a concessão de crédito. Mas você sabe quais são os critérios que determinam essas decisões?

O Credit Scoring (pontuação de crédito, em português) é, basicamente, um método baseado no histórico financeiro de quem solicita o serviço para calcular os riscos de conceder crédito a esse cliente. Em outras palavras, é uma análise que as instituições financeiras fazem dos últimos 15 anos para determinar se o cliente é ou não um “bom pagador” no mercado.

Nesta análise, são observados dados como idade, profissão, estado civil, endereço e renda. Além disso, são verificadas informações cadastrais, como protestos, cheques sem fundo, pendências financeiras e bancárias, ações judiciais, se tem uma participação societária e até mesmo as pesquisas públicas sobre endividamento.

Dessa forma, as instituições financeiras conseguem identificar se o cliente pertence a um perfil que apresenta maior probabilidade de se tornar um devedor. A boa pontuação do Credit Scoring pode viabilizar a concessão de crédito com taxas de juros diferenciadas. Isso permite que o consumidor que se destaca negocie condições comerciais melhores, com juros mais adequados ao seu perfil. Ou seja, quanto maior a pontuação (que varia de 0 a 1000), melhores serão as condições para conseguir crédito.

Por exemplo, se um banco teve como inadimplentes muitos autônomos, com idade entre 18 e 25 anos e que moravam na periferia, esse perfil passa a ser um negativo no Credit Scoring. Por outro lado, se for observado que, para todos os empréstimos tomados e liquidados, o perfil comum era de assalariados, com emprego há mais de três anos, casados e com residência própria, é provável que todos que tenham esse perfil consigam crédito aprovado automaticamente pela instituição financeira.

Como são calculados os riscos pelos bancos?

No cálculo dos riscos, de conformidade com as regras, os bancos têm que levar em conta algumas variáveis: a probabilidade de descumprimento (PD), que significa a chance de que o tomador de empréstimo não honre a sua dívida; a exposição do banco ao descumprimento (EAD) e a perda em caso de descumprimento (LGD).

Portanto, além do Credit Scoring, o banco ou a empresa para a qual o crédito está sendo solicitado também deve analisar e pesar essas variáveis, que podem influenciar positiva ou negativamente a concessão.

Como melhorar a pontuação do Credit Scoring?

Não há outra maneira de obter melhor pontuação no Credit Scoring a não ser quitando dívidas e regularizando ou negociando os débitos vencidos e não pagos. No site do Serasa Experian, é possível verificar todas as pendências que estão registradas no CPF ou CNPJ do solicitante e seguir as orientações para “limpar” o nome.

O site ainda oferece a possibilidade de conferir gratuitamente as informações existentes no banco de dados e a pontuação atual do Credit Scoring. Caso haja informações equivocadas, o consumidor pode impugná-las e solicitar sua correção ou seu cancelamento.

Abaixo, listamos algumas dicas para serem adotadas cotidianamente e que podem ajudar a melhorar a pontuação:

  • Pague dívidas e faturas sempre em dia. Quanto maior sua dívida e o atraso de prestações, pior. Até mesmo pequenos atrasos podem afetar negativamente sua pontuação;
  • Elimine cartões que não são necessários. Isso pode acarretar dívidas ou sinais de descontrole financeiro;
  • Mantenha cadastros atualizados junto às instituições financeiras, especialmente em relação à renda;
  • Não utilize todo o limite do cartão. Deixe sempre uma margem;
  • Solicite crédito apenas quando realmente precisar.

Boa pontuação é garantia de crédito liberado?

Uma boa pontuação no Credit Scoring não está diretamente vinculada à obtenção do crédito, uma vez que a decisão é sempre da empresa que vai concedê-lo. Cada instituição tem a própria modelagem de Credit Scoring. Não é a Serasa nem o SPC que ditam as regras do mercado. As instituições financeiras, majoritariamente, possuem e utilizam seus próprios sistemas de Credit Scoring para realizarem as análises dos clientes.

Sendo assim, é possível, por exemplo, que uma pessoa com um Credit Scoring bastante baixo receba um crédito solicitado, se assim for do interesse ou do entendimento do concedente. Como as empresas podem estipular seus próprios requisitos e com especificidades para cada cliente, é difícil estabelecer uma regra que generalize a concessão de crédito.

Quais são as vantagens da utilização do Credit Scoring?

O Credit Scoring é indicado para comércio, bancos, financeiras e prestadores de serviços em geral. Ele permite que esses segmentos conheçam os perfis mais inadimplentes para seus negócios e definam melhores preços e condições de pagamento para os consumidores que se encaixarem nesses perfis. Isso significa que os credores se utilizam do Credit Scoring para checar o risco do investimento naquela pessoa, além de conferir quais tipos de vantagens podem ser aplicados para cada caso.

Sendo assim, a utilização do sistema de Credit Scoring é uma maneira muito confiável de obter dados estatísticos sobre os clientes. Além disso, a análise é realizada com muita agilidade. O sistema permite ainda a comparação entre clientes e a análise de centenas de propostas rapidamente, com grau de acerto satisfatório.

Quais são as desvantagens da utilização do Credit Scoring?

A desvantagem da utilização do Credit Scoring é que as estatísticas podem apresentar “defeitos” marginais. Isto é, às vezes, as estatísticas classificam pessoas por critérios que parecem ser acidentais ou, no mínimo, não justificados. Como o método de Credit Scoring é muito utilizado por empresas de cartão, é possível observar parte do motivo pelo qual tanta gente reclama das análises de crédito e dos aparentes absurdos que elas proporcionam.

Não importa o segmento da empresa, o método de Credit Scoring é extremamente eficaz e, por isso, é amplamente usado por instituições financeiras e comerciais. Enquanto não surgir nenhuma ferramenta mais segura, o mercado continuará utilizando esse sistema, que também pode ser visto com bons olhos pelos consumidores. Afinal, torna-se uma maneira de não descuidar das finanças.

Você já tinha ouvido falar do Credit Scoring? Sabia como eram realizadas as análises para concessão de crédito por parte das instituições financeiras? Esperamos ter trazido informações pertinentes para que não restem dúvidas sobre o assunto. Mas, caso ainda tenha questões, não hesite em deixar um comentário.

Uma Resposta para “Credit Scoring: entenda como funciona”

Escrever uma resposta ou comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Junte-se a nossa comunidade e saiba como promover a Transformação Digital em sua empresa.

Inscreva-se na nossa newsletter e tenha acesso a conteúdos exclusivos que vão revolucionar a sua empresa!

Seta