6 cuidados com cibersegurança que você precisa adotar na sua empresa agora!

6 cuidados com cibersegurança que você precisa adotar na sua empresa agora!

6 cuidados com cibersegurança que você precisa adotar na sua empresa agora!

]Já faz alguns anos que a transformação digital é uma exigência para as empresas que desejam manter a competitividade e se destacar perante a concorrência. Com isso, houve um aumento no uso de tecnologias e infraestruturas digitais nas organizações, a fim de aumentar os cuidados com a cibersegurança.  

Ou seja, os números indicam que a ampliação no uso de tecnologias foi seguida por um aumento nos ataques de hackers. Em 2021, o Brasil registrou mais de 88,5 bilhões de tentativas de ataques cibernéticos, o que significa um aumento de mais de 950% em relação ao ano anterior. E, no mesmo ano, os ciberataques em redes corporativas aumentaram mais de 50% no país.  

Desse modo, quer saber como se proteger desse tipo de ataque e aumentar os cuidados com a cibersegurança na sua empresa? Então continue a leitura e confira as nossas dicas!  

As consequências de um ataque cibernético vão além da questão financeira 

Quando se fala em ataques cibernéticos, a primeira consequência negativa que vem à mente são os prejuízos financeiros. Afinal, quando um hacker ataca os computadores e programas usados na empresa, você pode ter uma série de prejuízos, tanto diretos quanto indiretos.  

Pois, a indisponibilidade da infraestrutura de TI, prejudica o andamento das atividades, e é uma dessas consequências que geram perdas financeiras.  

Além disso, a empresa também pode sofrer com danos a computadores e ferramentas, que necessitam de suporte técnico ou, até mesmo, troca de equipamentos. Assim, o prejuízo pode, inclusive, vir da impossibilidade de efetuar vendas devido à queda do sistema.  

Porém, muito além da questão financeira, um ataque cibernético ainda pode ter outras consequências negativas para o seu negócio. Como por exemplo, a sua empresa pode sofrer com grandes danos à reputação da marca perante o mercado. Afinal, dados sensíveis de clientes e colaboradores ficam expostos no momento do ataque.  

Ademais, também existe a possibilidade de que a organização sofra por conta de informações centrais da organização, perdendo dados importantes e estratégicos 

Desse modo, é possível ter problemas com ações judiciais, dependendo do tipo de ataque e do uso que o hacker faz com os dados coletados. Com isso, os prejuízos são ainda maiores, lesando a empresa de forma grave e profunda.  

Quais são os principais cuidados com a cibersegurança que a sua empresa deve ter 

Diante do aumento do número de ataques e das graves consequências que eles podem trazer para a sua empresa, é essencial investir em cuidados com a cibersegurança do negócio.  

Portanto, abaixo separamos os 6 principais cuidados que você pode adotar na sua organização! Confira. 

  1. Crie políticas de BYOD

BYOD é a sigla em inglês para o uso do equipamento próprio para a realização das atividades da empresa. Ou seja, refere-se ao uso do celular ou notebook pessoal para a realização de atividades.  

Essa é uma prática que se tornou cada vez mais comum nas empresas. Porém, por ser um equipamento de uso pessoal, esse dispositivo pode não ter todas as funcionalidades de segurança instaladas. Ou pode estar sob determinada vulnerabilidade, o que faz com que a sua instituição fique exposta.  

Dessa forma, é fundamental que você crie políticas claras de BYOD, indicando quando e como os dispositivos pessoais podem ser usados para a realização de atividades.  

  1. Eduque o seu time

As ações e comportamentos dos colaboradores são centrais quando se fala em cuidados com a cibersegurança de um negócio. Afinal, mesmo que você invista em uma série de ferramentas e mecanismos de proteção para a empresa, é preciso que os trabalhadores adotem atitudes adequadas para efetivamente evitar os ciberataques.  

Por isso é interessante educar o seu time. Desse modo, mostre a importância da proteção dos dados e equipamentos da empresa e crie políticas claras nos mais diversos níveis de segurança.  

Além disso, capacite os colaboradores para adotarem essas práticas e, com isso, contribuírem com a segurança do negócio.  

  1. Invista em um controle de acesso de qualidade

Muitas vezes, os seus colaboradores necessitam acessar dados sensíveis para realizar as suas tarefas diárias. Entretanto, se essas informações caírem em mãos erradas, podem expor a empresa e até os seus clientes, trazendo uma série de prejuízos ao negócio.  

Portanto, invista em ferramentas e processos que sejam capazes de controlar os acessos com qualidade. Isso significa que você deve criar credenciais e chaves de acesso personalizadas para que os colaboradores entrem no sistema da empresa. Contudo, deve-se evitar que qualquer pessoa sem autorização acesse esses dados.  

  1. Mantenha os softwares e sistemas sempre atualizados

Os sistemas sofrem alterações ao longo do tempo para corrigir falhas e atualizar as suas funcionalidades e ferramentas de acordo com o que foi desenvolvido nos últimos meses. Desse modo, eles funcionam como um organismo, que está sempre em desenvolvimento e em processo de melhoria contínua.  

Assim, para garantir a segurança da sua empresa, é importante manter os softwares e sistemas sempre atualizados. Pois, dessa forma, você garante acesso à última e melhor versão da ferramenta, sendo ela a mais segura contra ataques cibernéticos.  

  1. Proteja-se contra a engenharia social

A engenharia social é um conceito usado para aos ciberataques que, em vez de buscar vulnerabilidades técnicas nos sistemas, invadem com o uso de estratégias psicológicas.  

Ou seja, são usadas diversas técnicas para que o próprio usuário libere o acesso ao hacker, comprometendo a segurança do equipamento ou softwares e eliminando barreiras de segurança.  

Isso acontece quando, por exemplo, um vírus se “disfarça” de programa seguro, sendo baixado e instalado manualmente pelo usuário. Porém, essa é apenas uma das estratégias usadas pelos criminosos virtuais, que estão cada vez mais criativos no que se refere a ataques com a engenharia social.  

Portanto, para garantir a cibersegurança da sua empresa, é essencial que você se mantenha atento a essas estratégias. Assim, crie mecanismos de verificação e reduza as vulnerabilidades da empresa. Conscientize também o time acerca desse tipo de estratégia para que eles evitem cair nesse golpe.  

  1. Crie uma política de backup

Por fim, vale destacar que uma outra estratégia importante no que se refere à cibersegurança é manter uma boa política de backup na empresa. Isso porque não é apenas o roubo de dados que traz prejuízos para o negócio. Mas, também o seu apagamento devido ao ataque de hackers ou danos aos equipamentos.  

Desse modo, quando você mantém um backup frequente das suas informações e dados, é capaz de evitar problemas maiores devido à perda de informações.  

Assim, caso os computadores sejam invadidos ou, até mesmo, se acontecer algum acidente que danifique as informações, você garante o acesso a elas por meio do backup realizado.  

Portanto, com esse artigo, você aprendeu mais sobre os cuidados com a cibersegurança que podem ser adotados na sua empresa.  

Quer continuar aprendendo para se manter atualizado sobre as novidades de TI em seu negócio? Então, repense possibilidades e acompanhe mais sobre a importância da cibersegurança para as empresas na era digital. 

Escrever uma resposta ou comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Junte-se a nossa comunidade e saiba como promover a Transformação Digital em sua empresa.

Inscreva-se na nossa newsletter e tenha acesso a conteúdos exclusivos que vão revolucionar a sua empresa!

Seta