Nuvem pública e privada: quais as principais diferenças que você precisa saber

Nuvem pública e privada: quais as principais diferenças que você precisa saber

Nuvem pública e privada: quais as principais diferenças que você precisa saber

A computação em nuvem (cloud computing) se tornou um dos pilares fundamentais da transformação digital. Não é à toa que as empresas estão buscando estratégias para otimizar o uso desse recurso. Contudo, primeiramente você deve saber qual é a diferença entre a nuvem pública e privada.  

Pois, tomar essa decisão de escolher um desses modelos traz impactos significativos para o desempenho — e nas finanças — da empresa. Segundo uma estimativa da Gartner, por exemplo, o investimento em nuvens públicas deve ultrapassar os 480 bilhões de dólares em 2022!  

Tendo isso em mente, criamos este artigo especial com tudo o que você precisa saber sobre o assunto e tirar o máximo proveito dessa tecnologia. Confira!  

Nuvem pública e nuvem privada: entenda quais são as principais diferenças  

O conceito de nuvem é bem simples: em vez de manter sua infraestrutura de TI na empresa, você pode contratar o serviço de um fornecedor. Nesse caso, o hardware é mantido nas instalações dessa empresa terceirizada e o acesso é feito via internet.  

Dois grandes diferenciais desse modelo de infra são, justamente, otimizar o uso dos recursos e reduzir custos. Afinal, deixamos de lado a necessidade de comprar e manter os equipamentos por conta própria, já que eles passam a ser mantidos pelo parceiro comercial.  

Somado a isso, um bom provedor de serviços cloud tem equipamentos, instalações, softwares e equipes de performance mais confiáveis. Na prática, isso significa melhorar o desempenho, facilitar o acesso, aumentar a segurança e trazer diversos outros benefícios.  

Ainda assim, sabemos que não há um modelo único de serviço em nuvem. Portanto, entenda definitivamente quais são as principais diferenças entre nuvem pública e privada.  

Nuvem pública

Esse é o modelo de nuvem mais comum no mercado.  Nele, toda a infraestrutura de armazenamento é gerenciada por um provedor, que entrega o acesso ao serviço via navegador. Além disso, na nuvem pública, os dispositivos que fazem parte dessa infraestrutura são compartilhados entre os usuários, sejam eles organizações ou pessoas físicas.  

De forma geral, a nuvem pública é usada para implantações de webmail, armazenamento de dados, soluções online entre outras. Na nuvem pública, o usuário paga somente pelo que usa, sem ter a necessidade de adquirir dispositivos de hardware ou software.  O provedor é o responsável pela manutenção e a possibilidade de escalabilidade das soluções é alta.   

Nuvem privada

A nuvem privada, por sua vez, garante que o hardware contratado seja usado exclusivamente pela sua empresa. Vale a pena citar que a nuvem privada pode ser localizada fisicamente no próprio data center da empresa contratante ou então hospedada no provedor terceirizado. Em ambas as opções, toda a infraestrutura e serviços são disponibilizados apenas para aquele usuário e mantidos por uma conexão privada.  

De modo geral, esse modelo de nuvem é usado por instituições financeiras, governos e grandes empresas que necessitam de personalização de recursos para atender as suas necessidades. Em relação à nuvem publica, a nuvem privada oferece mais flexibilidade, maior controle e privacidade, já que os recursos não são compartilhados entre diversos usuários.  

Nuvem pública e nuvem privada: conheça as vantagens e desvantagens  

Como você pôde ver, alguns benefícios ficam evidentes quando conhecemos melhor cada tipo de serviço. Em geral, o modelo público traz a mesma performance, sendo menos custoso em relação à nuvem privada.  

Os dados mostram que essa já é uma realidade no mercado. Segundo um estudo do IDG Cloud Computing, mais de 90% da infraestrutura das empresas já está, ao menos parcialmente, na nuvem. Sem dúvidas, isso seria diferente sem a nuvem pública.  

O diferencial, nesse caso, é o custo. A nuvem pública costuma trazer a possibilidade de um serviço pay-per-use. Em outras palavras, você paga somente pelo que usar. Então, em um mês com redução no uso, o valor pago é menor. Trata-se de uma solução na medida, principalmente se comparada com os gastos necessários para manter uma infraestrutura física na própria empresa.   

Ainda assim, a nuvem privada tem suas próprias vantagens, já que oferece um nível mais alto de customização. Espaço de armazenamento, softwares e outros serviços são disponibilizados conforme a sua necessidade específica.  

Empresas que lidam informações sensíveis ou confidências, geralmente optam pelo armazenamento da nuvem privada para garantirem mais controle sobre esses dados.  

Nuvem pública e privada: quais as principais diferenças que você precisa saber

Os desafios do Gerenciamento de TI: supere todos eles com o Cloud MSP da Algar Tech  

A boa notícia é que você não precisa investir pesado na contratação e no treinamento de uma grande equipe para lidar com nuvem pública e privada. A Algar Tech, referência no mercado de tecnologia, tem uma solução personalizada para você.  

O Cloud MSP — Management Service Provider ou, em tradução livre, provedor de serviços gerenciados — assume esse papel com eficiência. O serviço permite que sua empresa faça um gerenciamento completo de toda a sua infraestrutura de TI na nuvem.  

O grande diferencial é contar com o apoio de profissionais capacitados e experientes para lidar com o assunto. Do começo ao fim da migração para a nuvem, a Algar Tech ajuda sua empresa a encontrar um caminho que atenda às demandas específicas das suas equipes.  

O resultado é um ambiente mais eficiente, pois você já implementa a nuvem com um alto nível de gestão dos recursos disponíveis. Depois da migração, sua empresa pode otimizar, escalar e modernizar seu ambiente conforme a necessidade.  

Vale destacar que seu negócio passa a contar com uma garantia de segurança e compliance. Ou seja, todos os recursos são protegidos por um controle de acesso, auditorias, criptografia de dados, etc.  

Além disso, o Could Management  Service Provider tem como foco as operações da sua empresa. Pois, os SLAs são pensados para garantir eficiência em todos os fatores: design, arquitetura, automação e requisitos personalizados para cada cliente.  

Por isso, vale a pena contar com o que há de melhor em solução para gerenciar sua infraestrutura de TI. Se quer fazer a escolha certa entre nuvem pública, privada ou híbrida, conte com o apoio de quem mais entende do assunto. Em pouco tempo, a transformação digital ganhará ainda mais velocidade na sua empresa!  

Se quer entender como isso é possível no ambiente específico da sua TI, entre em contato com a Algar Tech e repense possibilidades! 

Escrever uma resposta ou comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Junte-se a nossa comunidade e saiba como promover a Transformação Digital em sua empresa.

Inscreva-se na nossa newsletter e tenha acesso a conteúdos exclusivos que vão revolucionar a sua empresa!

Seta