Blog Algar Tech › Artigos

Qual a relação entre licença de software e a cibersegurança?

Uma atitude para manter sua empresa segura é usar licença de software, pois assim, além de garantir mais uma camada de proteção, essas licenças garantem os pré-requisitos das políticas de proteção de dados. Um assunto muito importante, pois com a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) é necessário manter os dados dos clientes seguros e sigilosos.

Entretanto, muitas empresas ainda utilizam softwares pirateados e correm um grande risco para com todos os envolvidos, sejam clientes, colaboradores e o negócio em si. Dessa forma, é essencial que as empresas, de pequeno, médio ou grande porte invistam em licenças de software para garantir a segurança de dados e informações.

Pensando nisso, para te ajudar a entender qual a relação entre as licenças e a cibersegurança, abaixo preparamos um material completo. Continue lendo e informe-se.  

O que é licença de software?

Chama-se de licença de software o documento formal, na maioria das vezes digital, que garante acesso e execução legal de um determinado programa. Ou seja, esse documento garante que você está usando a versão original do software e, assim, tem acesso a todas as funcionalidades e serviços.

Além disso, a licença possibilita que o usuário modifique seu uso de acordo com as necessidades atuais da empresa.

Desse modo, é extremamente importante comprar as licenças dos programas, pois elas protegem a empresa legalmente, através de mecanismos específicos para punir e evitar invasores e fraudadores das violações do termo.

Vale lembrar que o recomendado é sempre comprar as licenças dos softwares, mas o que vemos no cenário brasileiro é o uso de versões piratas dos programas. Por isso, antes de contratar qualquer sistema para sua empresa, valide essa questão ou questione o parceiro que utiliza o programa, para garantir que sua empresa esteja usando a versão legal, antes que isso vire uma bola de neve e cause problemas para a corporação, okay!

Quais são os tipos de licença de software?

Atualmente, existem diversos tipos de licença de software, pois a demanda varia de acordo com o lançamento dos mesmo no mercado. Entretanto, os principais são:  

  • Licença de uso temporário: nesse tipo, o usuário ganha uma permissão temporária de uso legal do software. Assim, além da delimitação de tempo de uso, as ferramentas podem limitar também o número de dispositivos para instalação. Desse modo, cabe usar esse tipo de licença apenas em trabalhos pontuais. 
  • Licença para aquisição perpétua: esse tipo de licença é uma das mais tradicionais no meio digital, pois a empresa que opta por usar esse licenciamento recebe a garantia de uso permanente do software. O custo pode ser mais alto, mas a empresa tem acesso a atualizações e manutenções do programa.
  • Software Livre: nesse modelo, a empresa tem total liberdade para usar o código-fonte do programa, fazer a instalação e modificação das ferramentas conforme necessidade. Porém, para isso, é necessário ter uma garantia legislativa chamada copyleft. Ela possibilita que o usuário faça cópias de outros materiais existentes, mas mantém a permanência dos direitos autorais do programa original.  
  • Software Open Source: conhecidos como programas de código aberto. A empresa que optar por esse tipo de licença não precisa se preocupar com o pagamento da licença inicial. Isso porque esse modelo dispensa os gastos ligados ao desenvolvimento do software. Entretanto, a empresa deve pagar por taxas na manutenção do programa.
  • Software gratuito ou Freeware: os freewares são aqueles softwares que podem ser usados de forma gratuita. Ou seja, eles não têm custo, mas podem ter funcionalidades limitadas. 
  • SaaS (Software as a Service): o SaaS é um tipo de software que funciona como serviço, pois o sistema fica hospedado na nuvem e não nos computadores da empresa. Eles são mais fáceis de contratar e o valor é calculado de acordo com o número de usuários autorizados a mexer no programa, bem como os recursos utilizados dentro dele.

Qual a relação entre o licenciamento de software e a cibersegurança?

Bom, como falamos acima, ter o licenciamento original de um software é uma condição básica para que o seu sistema tenha condições de uso seguro, além de acesso a todas as funcionalidades do programa.

Isso quer dizer que, quando se usa uma licença original, a empresa que desenvolveu o programa garante que o serviço e os dados presentes no uso estão seguros. Até porque essas corporações contam com credenciais de proteção reguladas, o que proporciona barreiras necessárias para a sua empresa no quesito de ameaças virtuais.

Assim, podemos dizer que o licenciamento é uma pré-condição para resguardar seu negócio de ciberataques e também é o primeiro passo para usar e instalar qualquer programa na sua empresa.

Quais são os riscos de utilizar softwares piratas?

“Ah, mas eu conheço empresas que usam softwares não-licenciados e nunca aconteceu nada.” É normal ouvir essa frase, por isso abaixo elencamos os principais riscos de usar programas piratas. Confira! 

Maior propensão a ciberataques

Sim, quando se usa software sem licença, o risco de acontecer um ciberataque é grande. Pois o número que autentica um software pirata é chamado “crack”. Ele é gerado por um programa cuja finalidade é invadir sistemas licenciados.

Ou seja, usar um programa não licenciado já é uma forma de invasão. E isso não garante que qualquer pessoa não esteja acessando as informações da sua empresa e dos seus clientes. 

Então, cuidado! 

Danos à imagem da empresa

Empresas desenvolvedoras de software, como a Microsoft, contam com sistemas de monitoramentos que identificam se há usuários utilizando softwares pirateados. Pois, isso é ruim para essas empresas também.

Desse modo, caso seja descoberto o uso indevido, essas empresas podem aplicar multas (que são bem onerosas) e denunciar sua empresa. O que afeta diretamente a credibilidade do seu negócio.

Infrações da LGPD

Acima, nós citamos que a Lei Geral de Proteção de Dados, em vigor no Brasil, garante que as empresas protejam os dados e informações dos seus clientes. E, quando se usa softwares piratas, sua empresa está descumprindo a LGPD.

Desse modo, as multas pela não-conformidade com a lei podem ser aplicadas pela Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD).

Ou seja, a empresa que descumpre a LGPD, primeiramente, é notificada. Se o problema persistir, a empresa é multada em até 2% do faturamento, com limite de $50 milhões por infração. Nas punições, são incluídos também: o bloqueio dos dados pessoais que estão sendo gerenciados de forma irregular, a eliminação dessas informações e até a suspensão parcial do banco de dados. 

Caso não haja a correção da infração, a ANPD pode pedir a proibição total ou parcial do exercício de tratamento de dados, o que pode inviabilizar as atividades da sua empresa.

Como o licenciamento de software proporciona segurança para a sua empresa?

Além da proteção e acesso a todas as funcionalidades do programa, o licenciamento de software, oferece: 

  • Gestão do compliance: com o licenciamento de software, sua empresa consegue fazer a gestão do compliance e ficar em conformidade com as legislações, riscos, sistemas de gestão, políticas e procedimentos vigentes.  
  • Acesso às atualizações do programa: é comum os softwares licenciados receberem atualizações para melhorar seu desempenho. Desse modo, quem conta com a licença original tem acesso a essas atualizações que aprimoram a experiência do usuário. 
  • Suporte técnico especializado: aconteceu algum problema? Acione o suporte. A maioria das empresas donas dos softwares oferecem suporte técnico especializado, mesmo que a plataforma seja gerenciada por um parceiro. Nesse sentido, a empresa que presta serviço para a sua, pode acionar o suporte e resolver os problemas apresentados. 
  • Proteção de dados: o licenciamento de software garante que as informações do seu sistema estejam resguardadas por poderosas ferramentas especializadas em proteção. Esse é um pré-requisito que essas empresas oferecem para garantir a continuidade do uso dos seus programas.

Portanto, investir em licenças originais de programas e sistemas é o caminho correto e mais justo, tanto para o mercado, quanto para os seus clientes. Nesse sentido, caso você queira contratar para sua empresa um serviço de cibersegurança, por exemplo, certifique-se de que a empresa provedora da solução tenha as licenças originais e legais!

A Algar Tech, que conta com um portfólio de tecnologia de ponta, como cibersegurança e cloud, por exemplo, não abre mão das certificações obrigatórias e nem de licenças de softwares originais. Pois, como parceiros, é nosso dever entregar o melhor serviço e também segurança para sua empresa.

Então, repense possibilidades com a gente! Clique aqui e conheça nossas soluções de Managed Service Provider.

Assine nossa Newsletter

Saiba tudo o que acontece no mundo Tech

Ao enviar este formulário, você concorda com a coleta de seus dados pessoais de acordo com nossa Política de privacidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Artigos

Pense no seguinte cenário: uma grande instituição financeira percebe um...

Artigos

Os chatbots têm sido amplamente adotados pelas empresas para interação...

Materiais Gratuitos

Com um cenário volátil e acelerado, perder tempo não pode...

1
Solução
2
Sobre você
3
Sobre a empresa
Por favor, selecione uma das opções.
Insira seu nome completo.
Insira seu e-mail corporativo.
Seu telefone corporativo. Utilize apenas números.
Seu telefone celular. Utilize apenas números.
Por favor, preencha todos os campos do formulário.